Hoje vamos passear pela aldeia de Monsanto, a aldeia mais portuguesa de Portugal!

Monsanto: a aldeia mais portuguesa de Portugal

Mas como surgiu esse título? Em 1938, durante o período da ditadura em Portugal, foi realizado um concurso para eleger a aldeia que tivesse mostrado maior resistência à influências estranhas e maior conservação. Entre as mais de 20 aldeias concorrentes, Monsanto foi a escolhida pelo júri.

O prêmio foi um Galo de Prata: um galo de Barcelos estilizado, que seria um símbolo da “portugalidade” do local. A ideia inicial era que este concurso acontecesse a cada dois anos, mas isso nunca ocorreu. Assim, Monsanto é a aldeia mais portuguesa de Portugal desde 1938.

Independente do seu título, Monsanto é realmente encantadora e vale muito a visita! A aldeia parece saída de um conto de fadas e cada cantinho rende uma foto linda! Um dia é mais do que suficiente para percorrer toda a aldeia, parando muitas vezes para fotos.

O que ver e fazer na aldeia de Monsanto

A graça é realmente se perder sem rumo pelas ruelas desta aldeia histórica. Assim você vai achar cantinhos encantadores e poder admirar a arquitetura tão especial e diferente. Alguns pontos merecem destaque:

  • Miradouro dos Canhões – logo na entrada da aldeia, fica este largo onde é possível ter uma bela vista de Monsanto e das planícies que cercam a aldeia.
  • Gruta – antigamente usado como abrigo, agora este espaço pode ser visitado de forma gratuita. Ao entrar no lugar, dá para observar melhor a arquitetura tão típica da aldeia, que usa as pedras como parte da construção.
  • Casa de uma só telha – um dos pontos mais famosos e fotografados de Monsanto, recebeu este nome por usar uma gigantesca pedra como teto. Não é possível entrar na casa, só admirá-la por fora mesmo.
  • Torre de Lucano (ou Torre do Relógio) – um dos lugares mais bonitos de Monsanto! É em cima desta torre que fica a réplica do Galo de Prata, símbolo do concurso “Aldeia mais portuguesa de Portugal”.
  • Castelo de Monsanto – localizado no ponto mais alto da aldeia, a 758m, oferece uma vista incrível da região! A subida é feita por um caminho de paralelepípedos, bem conservado. A não ser que você suba pelo outro lado (como eu!): aí a subida é entre pedras e não tem muitas placas. Por aqui o caminho é mais difícil, mas oferece uma vista mais bonita!

Além da arquitetura, as Marafonas são outra tradição de Monsanto. A Marafona é uma boneca de trapos, feita com uma cruz de madeira, sem olhos, nariz, ouvidos ou boca e simboliza a Deus Maia, deusa da fecundidade. Deve ser colocada embaixo da cama na noite de núpcias do casal, para trazer boa sorte e filhos. Também é colocada em cima da cama nos dias de trovoadas, para afastar a tempestade.

Independente da tradição, achei as Marafonas super fofinhas e não resisti a trazer uma pequenina para minha geladeira! rs

Monsanto: onde comer e onde se hospedar

Por ser uma aldeia, não existem muitas opções de restaurantes e cafés em Monsanto. Eu comi na Adega Típica o Cruzeiro, que fica antes da entrada da aldeia, num prédio moderno. Todo envidraçado, oferece uma vista incrível da região. A comida é deliciosa e o serviço é ótimo. Fique atento ao horário de almoço (até às 14h30) para não ficar com fome! rs

Existem algumas opções de alojamento dentro da aldeia de Monsanto e também algumas opções nos arredores. Pode consultar todas as opções aqui. Eu me hospedei em Castelo Branco, a aproximadamente 50 min de carro de Monsanto.

Aqui você pode ver outros posts sobre a Beira Baixa:

Se inscreva no meu canal no Youtube para não perder os próximos vídeos e me segue no Instagram @LuliMonteleone para acompanhar as minhas viagens ao vivo!

Reserve seu hotel pelo mundo aqui: http://bit.ly/2lTyOaR e encontre tours pelo mundo aqui http://bit.ly/2JZw4CZ. Usando estes links você não paga nada a mais e me ajuda a viajar mais e trazer ainda mais dicas para cá! ;)

aldeia de monsanto portugal
Salve esta imagem no Pinterest!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui