Quinta da Florência: para relaxar a conhecer a Serra da Estrela!

Há alguns dias, fui passar um fim de semana num hotel na Serra da Estrela. Hotel não, melhor que isso: uma quinta, a Quinta da Florência! Quinta aqui em Portugal é o que chamamos de sítio ou chácara no Brasil: casa (ou casas) num terreno grande com muito o que explorar e rodeado de natureza. Lugar perfeito para relaxar e entrar em contato com a natureza!
Luli Monteleone Serra da Estrela
Caminhando pela Quinta da Florência

Hotel na Serra da Estrela

A região da Serra da Estrela é cheia de coisas incríveis para explorar, durante o ano todo. Praias fluviais, Parques naturais, Aldeias Históricas e muito mais que mostrei no post sobre a Serra da Estrela no verão. Na hora de procurar um Hotel na Serra da Estrela, é importante escolher bem a localização. A Quinta da Florência é uma excelente opção de hospedagem na região, por ficar próximo à muitos destes atrativos.

Quinta da FlorênciaQuinta da Florência

Hotel na Serra da Estrela
Paredes históricas!!!
Um hotel na Serra da Estrela cheio de tranquilidade e história! Acredita-se que a quinta tenha sido construída no século XVII e daí vem as paredes de pedra da casa principal. Hotel na Serra da Estrela Obviamente, todo o espaço foi renovado e oferece todo o conforto possível: wi-fi,  aquecimento e ar condicionado, cozinhas totalmente equipadas e uma decoração lindinha. Tudo ali tem um pouco de história: as paredes centenárias até os móveis – alguns eram da avó da proprietária! Hotel na Serra da Estrela A Quinta da Florência conta com 3 casas: a sede (onde é servido o café da manhã), Casa Grande (onde fiquei hospedada) e a Casa do Lago (que antigamente serviam como as cavalariças do lugar). É possível alugar somente um quarto ou as casas inteiras, uma ótima opção para quem quer passar uns dias relaxando com famílias ou amigos! Hotel na Serra da Estrela O local ainda conta com um forno de pedra, uma piscina delícia para dias de calor e uma grande área verde, com pomar e até um Olival. É dali que saem as azeitonas e as compotas servidas no café da manhã! Hotel na Serra da Estrela Falando nisso, o dia na Quinta da Florência começa bem: pães, queijos e várias opções de compotas produzidas localmente. Hotel na Serra da Estrela Aliás, o queijo Serra da Estrela nunca falta: é comprado diretamente de produtores locais e justamente por isso está sempre fresco (e delicioso). E tudo pode ser saboreado com a maior tranquilidade, aproveitando a vista para a piscina e para a natureza!
Hotel na Serra da Estrela
Breakfest with a view!

Hospedagem na Serra da Estrela: Quinta da Florência

Nada disso acima teria a mínima importância se não fosse por um ponto crucial na Quinta da Florência: os proprietários: Roberto e Nucha. Ele, brasileiro, ela portuguesa, moraram um tempo lá no Brasil e depois voltaram para cá e decidiram abrir a quinta que era da mãe dela para receber turistas como se fosse a nossa casa.
Hotel na Serra da Estrela
Com Roberto e Nucha, proprietários que te recebem como se você fosse da família!
O cuidado está em todos os detalhes: na decoração, no café da manhã, nas dicas do que fazer na região, nas histórias contadas… Eles são uns queridos, e farão você se sentir em casa já nos primeiros minutos de hospedagem. Foi difícil deixar a Quinta da Florência e voltar para Lisboa, justamente por conta da recepção do Roberto e da Nucha! Agora quero voltar no inverno para curtir a Serra da Estrela com neve!
Fiquei hospedada na Quinta da Florência à convite do local, mas a a minha opinião e experiências são independentes e totalmente pessoais.
Acompanhe minhas viagens pelo instagram: @LuliMonteleone!

Encontre tours pelo mundo aqui http://bit.ly/2JZw4CZ e hotéis neste link: http://bit.ly/2KpSL1K Usando estes links você não paga nada a mais e me ajuda a viajar mais e trazer ainda mais dicas para cá! ;)
Artigo anteriorBenetton Inverno 2018!
Próximo artigoO Inverno da Reebok!

Também pode te interessar...

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Social Media

Vídeos

Instagram

Quem escreve